Papeleo. Cuadernos Drawing Room é uma publicação de periodicidade irregular, irreverente e inspiradora, dedicada ao desenho contemporâneo internacional. Tem como missão apoiar a investigação e divulgação nesta área, realizada a partir da Drawing Room, com o objectivo de ser um observatório do exercício do desenho de artistas contemporâneos.

Papeleo Nº 3. Argentina desenha

Esta terceira edição da Papeleo, intitulada Argentina desenha, está dedicada à cena artística argentina, sendo que confiámos à curadora Deborah Reda uma tarefa verdadeiramente árdua, selecionar um grupo de artistas que mostrem diferentes posições criativas: Adriana Bustos, Alejandro Argüelles, Alejandro Pasquale, Ángeles Ascúa, Gastón Herrera, Mariana Sissia, Marina De Caro, Matías Ercole, Paula Otegui, Tomás Espina, Valeria Traversa e Viviana Blanco.
Integra ainda este número da Papeleo, uma impressionante entrevista a Eduardo Supía, grande artista e teórico argentino, e o resgate de A marca visível, um projecto apresentado em Artesantander em 2017 integrado por seis artistas das Ilhas Baleares: Mònica Fuster, Albert Pinya, Cristòfol Pons, Isabel Servera, Cruz Ugarte e Damià Vives.

Edição trilingue: espanhol, português e inglês.

VEJA EM ISSUU →

Papeleo Nº 2. Portefólio português

O segundo número, intitulado Portefólio português, celebra a primeira edição da Drawing Room Lisboa, que teve lugar em outubro de 2018, na Sociedade Nacional de Belas Artes. Esta edição, dedicada à produção de destacados artistas portugueses, selecionados por Maria do Mar Fazenda, directora artística da Feira em Lisboa, inclui entrevistas a profissionais do sector como Emília Ferreira, directora do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado de Lisboa, Elsy Lahner, comissária de desenho contemporâneo no Museu Albertina, em Viena, e Imaculada Corcho, directora do Museu ABC de Desenho e Ilustração de Madrid.
Os 25 artistas seleccionados para este segundo número são alguns dos mais destacados do panorama artístico português atual. São: Adriana Molder, Anamary Bilbao, Ana Pérez-Quiroga, António Poppe + Joana Fervença, Claire de Santa Coloma, Dayana Lucas, Diogo Pimentão, Gabriela Albergaria, Hugo Canolias, Marta Wengorovius, Mattia Dennise, Miguel Ângelo Rocha, Musa paradisíaca, Nuno Henrique, Paulo Lisboa, Pedro A.H Paixão, Pedro Gomes, Ramiro Guerreiro, Rui Horta Pereira, Rui Moreira, Sara Chang Yan, Susana Gaudêncio, Vasco Araújo e Von Calhau.

Edição trilingue: espanhol, português e inglês

 

Papeleo Nº 1. Dibujo contemporáneo español

O primeiro número, intitulado Desenho contemporáneo español, reúne a obra de 22 artistas espanhóis, cuja contribuição para o desenho atual é significativa, sendo este meio central nas suas práticas. As referências que se fazem referem-se ao trabalho realizado nos últimos anos, destacando as obras que estiveram presentes nas primeiras edições da Drawing Room Madrid, em 2016 e 2017. Esta primeira edição começa com um olhar para as origens do projeto e convida o crítico de arte Javier Díaz Guardiola, que seguiu a evolução da nossa manifestação, a recordar connosco os artistas que tivemos ocasião de apresentar ao público Madrileno, graças à participação das melhores galerias de arte, espanholas e internacionais. Os artistas selecionados neste primeiro número são: Alejandro Botubol, Ana H. Del Amo, Cristina Almodovar, Estefanía Martín Sáenz, Felipe Ortega Regalado, Fernando Gutiérrez, Fernando Martín Godoy, Gonzalo Elvira, Guillermo Peñalver, Irene González, Javier Arce, José Miguel Pereñíguez, Kepa Garraza, Manuel Blázquez, María García Ibáñez, Marta Bran, Nadia Barkate, Paco Guillén, Raúl Artiles, Ruth Morán, Santiago Ydáñez e Tamara Arroyo.

Edição bilingue: espanhol e inglês