JOSÉ PIÑAR

Sem título, 2017. Acrílico sobre papel, 32 x 24 cm. Cortesia: Ruíz Linares, Granada

JOSÉ PIÑAR

Granada, Espanha, 1967

Apresentado por RUÍZ LINARES

José Piñar mostra-nos uma selecção de obras suas, principalmente de escala pequena, naquela que é uma amostra dos seus principais modos de criação ao longo dos últimos anos. As suas obras vão desde vários trabalhos abstractos gestuais e monocromáticos a uma série de composições cuidadosamente produzidas, criada pela repetição de linhas de muitas cores diferentes. Finamente desenhados, estes desenhos têm uma qualidade extra-pictórica e, por terem uma escala reduzida, tornam-se objectos, jóias raras.
Piñar também tem usado quadros em segunda mão, adaptando-os ao seu trabalho. Esta técnica, juntamente com o facto de trabalhar com escalas mais pequenas do que o habitual, une as suas pinturas, cuja aparência é, na verdade, muito variada.