LUISA CUNHA

Pantone 2, 2018 Lápis de cor sobre papel, 48 x 115 cm. Cortesia: Galeria Miguel Nabinho, Lisboa

LUISA CUNHA

Lisboa, Portugal, 1949

Apresentado pela GALERIA MIGUEL NABINHO

Vive e trabalha em Lisboa. Estudou escultura no Ar.Co, Centro de Arte e Comunicação Visual de Lisboa. Na base de seu trabalho está uma noção muito clara e emocional da relatividade da própria vida e, por consequência, das convenções, da diferença significativa entre o interior e o exterior, do privado e do público, da natureza fragmentária do “não-lugar”, do poder, das dimensões do tempo e do lugar, e do discurso.
Essa convicção teve a sua origem na prática que a artista desenvolveu desde cedo e no facto de estar habituada a observar sem qualquer objectivo em mente, deixando apenas as coisas entrarem, num estado de completa receptividade, sem impor fronteiras e sem julgamentos (tanto quanto possível). Primeiro encontrando as coisas e depois buscando-as.