MARTINHO COSTA

O escultor, 2018. Vídeo de animação. Cortesia: Galería Silvestre, Madrid

MARTINHO COSTA

Fátima, Portugal, 1977

Apresentado pela GALERIA SILVESTRE

Martinho Costa vive e trabalha em Lisboa, Portugal. Licenciou-se em Artes Visuais – Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa em 2002.
“O escultor” representa uma acção em loop: uma personagem que martela um bloco continuamente. Na primeira animação, podemos observar um escultor a tentar esculpir um bloco de mármore para copiar um modelo que aparece na tela à sua frente. O tema clássico do artista e o seu modelo como um acto de criação em si será mostrado através do ecrã de um telemóvel partido. Deste modo, as linhas fortuitas sobrepõem-se ao desenho em movimento que aparece na tela. As rachas no vidro surgem como um esboço em desenho autónomo.
A segunda animação descreve o modelo que está a ser usado pelo escultor. Tradicionalmente, o conceito de escultura não só implica a ideia de tridimensionalidade, como também a de silêncio e quietude. Mas, neste caso, condicionado pela repetição da mesma imagem que foi desenhada várias vezes, surge o mistério do movimento e a crença na vida.