NUNO GIL

Sem título, 2018. Acrílico, grafite, tinta nanquim e grampos sobre papel, 76 x 56 cm. Cortesia: Módulo - Centro Difusor de Arte, Lisboa

NUNO GIL

Lisboa, Portugal, 1983

Apresentado por MODULO – CENTRO DIFUSOR DE ARTE

Uma das motivações principais na origem do meu trabalho diz respeito a uma vontade de informe. Confrontado com a impossibilidade de dissolver os limites da própria forma, tomei a direcção oposta; entender esses limites como cada vez mais precisos e inequívocos. O meu objectivo é tentar encontrar sistemas que, de alguma forma, estejam sempre abertos a novas possibilidades. Nesse sentido, a repetição de formas, cores, padrões, marcas, tornou-se a chave para encontrar soluções alternativas. A consequência dessa repetição são a exuberância e o excesso, mas acima de tudo a introdução da noção de decorativo no campo da abstracção.