PEDRO VAZ

Sem título (Nave de S.António), 2018. Acrílico sobre papel (100% algodão), 131 x 400 cm. Cortesia: Galeria 111, Lisboa

PEDRO VAZ

Maputo, Moçambique, 1977

Apresentado pela GALERIA 111

A minha prática artística centra-se numa pesquisa em paisagem, maioritariamente em pintura e vídeo-instalação, recorrendo a expedições, num formato que defino como paisagem vivida.
Nos projectos que levo a cabo, procuro manter consciente o facto da paisagem artística ser uma construção dependente do facto da humanidade se percepcionar separada da natureza.
A distância crescente entre os dois, desde a consciência humana, decorre das mesmas noções que tornam a paisagem possível: sujeito / natureza; paisagem real / corpo do artista; campo perceptual / criação. Estas estão presentes nas expedições que levo a cabo, e por esse motivo as paisagens selvagens e despovoadas são as mais adequadas à minha pesquisa. Algumas das mais recentes incluem a Amazónia, no Brasil ou Superstition Mountains, nos EUA.